terça-feira, 25 de setembro de 2018

Ano Internacional das Línguas Indígenas - 2019


Em 19 de dezembro de 2016, a Assembleia Geral das Nações Unidas adotou uma resolução (A/RES/71/178) sobre os Direitos dos Povos Indígenas, no qual foi proclamado 2019 como o Ano Internacional das Línguas Indígenas, conclamando a preservação, promoção e revitalização das línguas ameaçadas.
Em um esforço para enfrentar os desafios impostos pela perda crítica de línguas indígenas, a UNESCO foi convidada a servir como uma agência líder para o ano, agindo para garantir a diversidade linguística e fomentar o diálogo intercultural.
Segundo a UNESCO, aproximadamente 600 línguas desapareceram no século passado e continuam a desaparecer a cada duas semanas. Cerca de 90% das línguas do mundo provavelmente desaparecerão antes do final deste século se as tendências atuais continuarem.
Ethnologue - Languages of the world, afirma que, pouco mais de 7.000 línguas são faladas no mundo de hoje. Cerca de 1/3 delas está em perigo com menos de 1.000 falantes restantes. Mais da metade da população mundial fala apenas 23 idiomas.
O fato da maioria dessas línguas serem indígenas coloca em risco as culturas e os sistemas de conhecimento desses povos. Além disso, os povos indígenas são muitas vezes isolados política e socialmente nos países em que vivem, seja pela localização geográfica de suas comunidades, seja pelas suas histórias, culturas, línguas e tradições.

Nenhum comentário:

Postar um comentário